Two Ways
Bem, nossa, já estamos quase perto do Natal, essa época linda, que nos lembra bons sentimentos, e que, infelizmente, também nos lembra: nossa... tenho que comprar o presente de fulano, de sicrano... de beltrano.... nossa será que o 13º dá conta de tanto presente?

Mas onde está nosso espírito Natalino de verdade? Natal não se resume a apenas presentes. Natal é sentimento, é dar um abraço em quem precisa, é fazer uma visita aos amigos, é rir, curtir, contar uma piada, é estar em família...

Sabe, há uns 4 anos eu deixei de gostar dessa época, e não recomendo a ninguém. Achei que Natal já não era tão encantador mais como era quando eu era criança - porque se eu falar quando eu era pequena não vai resolver muito... ainda sou pequenina =]. Deixei com que o espírito comercial tomasse conta de mim, e estava mais empolgada em comprar um presente do que estar com minha família, rir com eles, arrumar a árvore juntos, "brigar" para ver quem ia por a primeira bola... em poder arrumar uma mesa de Natal, mesmo que ela só tivesse um franguinho, ao invés do tão aclamado peru - certo que coitadinho dos dois, eles não mereciam um destino no forno, anyway - em brindar do que realmente ver o que era e é o Natal...

Natal é sentimento bom, é podermos abraçar e perdoar os amigos, é estarmos juntos de quem amamos e celebrar, para os que acreditam como eu, no nascimento de Jesus e que ele trouxe para nós uma nova esperança, um novo recomeço, uma oportunidade de mudarmos nosso jeito de ser, nossas escolhas pelos caminhos que nos são dados.

Rsrs acho que é isso... apesar de não ser o que eu ia escrever inicialmente no post hoje...
Afinal, o título fala de Ctrl +C e Ctrl+ V. O título se deve à grande habilidade de apertar essas duas teclinhas e poder copiar e colar coisas interessantes.
O que seria da vida sem essas teclas? Nem me fale... creio que não saberia sobreviver (rsrs... um drama sempre causa mais empolgação =P )

Pois bem, eu vim trazer um post que li no blog do Zeca e que eu achei "óooootemo"!!! Então, depois de ter a autorização dele, cliquei: Ctrl+C e depois Ctrl+V e aqui está o resultado


"Uma das coisas mais nojentas de ser feita é matar baratas, pois com o chinelo ela estoura e libera uma gosma nojenta e com inseticida fica um fedor insuportável. Porém há um método, eficaz que não fede e não dá nojo. Primeiro vamos precisar de:
1) um pouco de sal
2) uma tampa de garrafa
3) um pouco de cachaça
4) um palito
5) uma pedrinha

O esquema é montado da seguinte maneira:

1) coloque o sal no caminho das baratas
2) ponha a tampa de garrafa ao lado do sal
3) encha a tampa de garrafa com cachaça
4) ponha o palito próximo a tampa de garrafa e perpendicular à direção axial da tampa
5) ponha a pedrinha atrás do palito

O processo é simples:

- A barata vai ver o sal e comerá pensando que é açúcar.
- Vai sentir sede e então vai tomar a cachaça pensando que é água.
- Vai ficar bêbada e tropeçará no palito, e por fim, baterá a cabeça na pedra e morrerá de traumatismo!"

Retirado, com a permissão do blogueiro, do Slinkblog

Por sinal, amigo blogueiro, adorei os vídeos da sua turma em MG...

Falando em MG, fica pertinho de GO ^_^, o que me lembra de piadinhas de mineiros... mas essas eu deixo para outro post =]

Façam suas escolhas: Um Natal verdadeiro ou apenas Comercial????
3 Responses
  1. Chefe Says:

    Sem problemas.

    Posta lá minha querida.

    Grande abraço e Sucesso!!!


  2. uhahuahuauhauh
    opa!!! piada de mineiros eh??
    olha lá ein!!!
    rsrs
    sempre que quiser pode copiar!!!
    e obrigado pelo elogio aos videos
    esse fim de ano agente estava gravando todos os dias, assim q estiver pronto eu te mostro
    abração!


  3. Two Ways... Says:

    Sabe como é goiano, né... a gente adora uma piada de mineiro... ganha até da piada de português e de argentino XD


Postar um comentário

Somos frutos de nossas escolhas...
Qual a sua escolha?